Bem vindo à página do Teatro Viriato

Clique aqui para voltar à página principal

Principais opções do site

Imagem do espectáculo em destaque

mesa1

Informação do espectáculo em destaque

MESA
11 DEZ'19

Escolha de idioma

PT  |   EN    
PROGRAMAÇÃO
#
qui a sáb 21h30 | 120 min. aprox. | m/ 12 anos
preço A: 10€ (plateia e camarotes)/ 7,50€ (frisas frontais)/ 5€ (frisas laterais)
// descontos aplicáveis
TEATRO
TEATRO | 12, 13 e 14 DEZ 2019
VIAGEM A PORTUGAL - PARAGEM VISEU, A ÚLTIMA PARAGEM OU O QUE NÓS ANDÁMOS PARA AQUI CHEGAR
Teatro do Vestido

ESTREIA

Pedimos emprestado a José Saramago o título da sua obra para mergulharmos, como ele, em Portugal – no seu passado como no seu presente. Partindo das histórias familiares dos membros da equipa do Teatro do Vestido, localizadas em diversas regiões de Portugal – Minho, Ribatejo, Alentejo, Beira Alta, Algarve – lançamo-nos com este projecto no encalço da resposta à nossa pergunta de sempre – como chegámos até aqui?, mas mergulhando desta feita no(s) interior(es) do país, suas paisagens, pessoas, legados históricos e presentes. Que heranças de 48 anos de ditadura aí perduraram ou perduram? Quando se deram os saltos de mobilidade social que nos fizeram reunirmo-nos enquanto equipa na capital do país, todos detentores de cursos superiores, ao contrário das gerações que nos antecederam? Que Portugal é este que habitamos e de onde vimos? Daí a pergunta pertinente de José Saramago, “Afinal, que viajar é este?”

Viagens poéticas, geografias poéticas, cartografias das nossas histórias de vida, genealogias várias dos quatro cantos do país. Bem-vindos ao nosso retrato possível de um Portugal a várias cores, várias velocidades, várias paragens.

O projecto viagem a Portugal iniciou-se oficialmente em Janeiro passado, com a colaboração com as Comédias do Minho – chamámos-lhe Paragem Minho. Foi toda uma viagem. Depois chegámos ao Centro, que andávamos a rondar e a percorrer desde o ano passado. Foi em colaboração com o Festival Materiais Diversos, em Alcanena, em Setembro. E, agora, Viseu. Uma paragem singular que marca o fim da viagem sem fim.

Estamos confusos, perdidos, em procura, em busca, em percurso. Estamos com Sophia, com Saramago, com José Mário, estamos com todos os que quiseram acompanhar-nos, estamos com os que passaram fronteiras nas diferentes épocas, em busca de uma vida melhor.

Ou seja, não estamos sozinhos, e isso é bom.

Isso ajuda-nos quando as estradas desparecem atrás de nós, ou se tornam demasiado estreitas para a passagem.

Esta Viagem a Portugal não foi pensada como manifesto, mas como pergunta.

Joana Craveiro*
*A autora escreve de acordo com o antigo acordo ortográfico

texto e direção Joana Craveiro
cocriaçao e interpretação Estêvão Antunes,  Simon Frankel e Tânia Guerreiro
video João Paulo Serafim
cenografia Carla Martinez
figurinos Tânia Guerreiro
música (composição e interpretação) Francisco Madureira
assistência, interpretação, manipulação de documentos, vídeo em tempo real Mafalda Pereira
Iluminação Cristóvão Cunha
direção de produção Alaíde Costa
direção financeira Leocádia Silva
Coprodução Teatro do Vestido e Teatro Viriato
Apoios FX Road Lights e Marina Nabais dança associação cultural
Agradecimentos Bruno Nunes, Jorge Gabriel Henriques e Pedro Morgado

O Teatro do Vestido é uma estrutura financiada pela República Portuguesa / Ministério da Cultura / Direção Geral das Artes. 
Joana Craveiro é artista residente do Teatro Viriato

© João Paulo Serafim



Copyright do site

© 2010 Teatro Viriato - Todos os direitos reservados.   |    SUBSCREVA NEWSLETTER   |   política de privacidade   |   mapa do site   |   contactos   |   perguntas frequentes   |   
menu

Símbolo de site acessível

|  

Site desenvolvido por Seara.com