Bem vindo à página do Teatro Viriato

Clique aqui para voltar à página principal

Principais opções do site

Imagem do espectáculo em destaque

kalakuta1

Informação do espectáculo em destaque

KALAKUTA REPUBLIK
07 JUL'18

Escolha de idioma

PT  |   EN    
Serviço de Imprensa | Comunicados


CRIAÇÕES NACIONAIS E FORTE COMPONENTE TEATRAL MARCAM ÚLTIMO QUADRIMESTRE DE 2011 DO TEATRO VIRIATO



O fim de 2011 avizinha-se com um quadrimestre forte, assente numa programação diversificada, repleta de Música, Dança, Teatro e algumas estreias absolutas de criadores que têm feito do Teatro Viriato também a sua casa. Destaque especial à palavra e à forma como esta é explorada pelas diversas artes de palco, quer por artistas emergentes, quer por criadores que habitam o palco com a mestria de anos de experiência. É o caso da conceituada companhia Artistas Unidos, que estreia em Viseu a peça de Teatro Não se Brinca com o Amor, um texto nunca antes apresentado em Portugal, mas que representa um dos mais belos clássicos de sempre, encenado por Jorge Silva Melo. Também na Música, duas gerações distintas farão no Teatro Viriato a sua homenagem à palavra cantada. Zeca Medeiros, artista multifacetado, considerado o Jacques Brel português, apresenta em Viseu o seu novo disco, Fados, Fantasmas e Folias, onde funde o valor da palavra com o conceito de tradição. A nova geração de músicos portugueses será representada por B Fachada, cujas canções são mais do que objectos sonoros, são acima de tudo objectos de intervenção social. A análise e investigação da palavra será uma constante nas actividades de Sentido Criativo, nomeadamente na oficina Pessoal e Intransmissível, dedicada à escrita de Fernando Pessoa, bem como na estreia absoluta da oficina A Palavra Manifesta, uma actividade que surge no âmbito da Rede de Programação Cultural 5 Sentidos e que tem como objectivo a promoção da palavra junto dos mais jovens. Os próximos quatro meses constituirão também um espaço de promoção de novos criadores emergentes, como é o caso de Gonçalo Waddington, Rui Catalão e Sofia Dinger que ao abrigo do Tri-Ciclo, uma iniciativa da rede 5 Sentidos, conseguem trazer para fora dos círculos culturais das grandes cidades os seus trabalhos e assim atingir novos públicos. Na Dança, importa salientar a estreia absoluta de Alibantes, a nova criação de Romulus Neagu, e o regresso da Companhia Paulo Ribeiro a Rumor de Deuses, uma peça coreográfica de 1996 que será remontada com novo elenco. O Cinema continua a ganhar espaço na programação do Teatro Viriato. Numa iniciativa conjunta com o Cine Clube de Viseu, o Teatro Viriato dedica um ciclo de cinema à coreógrafa alemã Pina Bausch. Assim como o INDIELISBOA volta a marcar presença em Viseu, desta vez com uma programação destinada a um público jovem-adulto. O Dossiê de Imprensa com toda a programação do próximo quadrimestre já está disponível em www.teatroviriato.com.
 
(...)
 

Copyright do site

© 2010 Teatro Viriato - Todos os direitos reservados.   |    política de privacidade   |   mapa do site   |   contactos   |   perguntas frequentes   |   
menu

Símbolo de site acessível

|  

Site desenvolvido por Seara.com